Theatro Municipal recebe ópera O Crepúsculo dos Deuses

Entre os dias 12 e 25 deste mês, o Theatro Municipal recebe uma das maiores óperas da história. “O Crepúsculo dos Deuses – Götterdämmerung”, obra do compositor alemão Richard Wagner, receberá montagem brasileira que reúne a Orquestra Sinfônica Municipal e o Coral Lírico da cidade de São Paulo.

A ópera faz parte da tetralogia Der Ring des Nibelungen (O Anel do Nibelungo), completada por “Valquíria”, “O Ouro do Reino”“Siegfried” e composta por Wagner ao longo de 26 anos. A saga narra a história de seres míticos em torno de um anel amaldiçoado, forjado por anões da raça nibelungo a partir de ouro roubado do rio Reno, e que confere poderes ao seu proprietário, mas também o corrompe.

A história serviu de inspiração para diversas obras, como o Best Seller O Senhor dos Anéis, também composto em quatro partes. Ambas têm como objeto central um anel amaldiçoado e seres míticos, além de outras semelhanças.

“O Crepúsculo dos Deuses” é o último e mais grandioso capítulo da tetralogia. O protagonista Siegfried presenteia sua amada com o anel, como prova de amor. No entanto, é enfeitiçado por Hagen com uma poção do esquecimento, que o faz entregar a moça para seu meio-irmão.





Os 131 artistas do elenco, dirigido por André Heller-Lopes, remontam uma das mais complexas cenas da história da ópera, quando o fogo consome todo o cenário e o rio Reno inunda todo o local. Ao todo serão seis apresentações com cerca de cinco horas cada, com dois intervalos de 30 minutos. Nos dias 12, 18 e 25, durante a apresentação, o restaurante do Municipal servirá um Buffet, no valor de R$ 40 por pessoa. Já nos dias 14, 17 e 23, haverá jantar à la carte.

Serviço:

O Crepúsculo dos Deuses – Götterdämmerung
Data: 12, 14, 17, 19, 23 e 25 de agosto de 2012.
Horário: terça, quinta e sexta, às 18h; sábado e domingo, às 16h.
Local: Theatro Municipal de São Paulo.
End.: Praça Ramos de Azevedo, s/nº – Centro – São Paulo.
Preço: R$ 40 a R$ 100.
Tel.: (11) 4003-1212.
ingressorapido.com.br

Fonte: SPTuris





Deixe seu comentário